Codó se destaca entre os municípios que mais cadastraram famílias na tarifa social de energia elétrica em 2020

O Maranhão encerrou 2020 com mais de 918 mil famílias beneficiadas no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica do Governo Federal. Com isso, o Maranhão se destaca hoje como o 2º melhor estado no Brasil em desempenho na Tarifa Social. No entanto, mais de 251 mil famílias que são potenciais beneficiários, ainda não estão inscritas no programa.

O Programa Tarifa Social de Energia Elétrica dá até 65% de desconto na conta de luz das famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único, ou que tenham integrantes que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Famílias indígenas que possuem o RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena), ou quilombolas também têm direito ao benefício e possuem 100% de desconto até o consumo de 50kWh/mês.

Somente em 2020, mais de 157 mil famílias passaram a receber o benefício e conquistaram descontos significativos na conta de energia elétrica, o que significa um crescimento de 20% em relação à 2019. Esses valores economizados pelos clientes, foram destinados a outras necessidades básicas familiares, latentes durante a pandemia, que provocou um aquecimento na economia do estado, com mais de 300 milhões de reais injetados por meio da Tarifa Social. O consumidor deixou de destinar recurso às contas de energias para comprar alimentos, remédios e suprir outras necessidades básicas da família.

Segundo o Presidente da Equatorial Maranhão, Augusto Dantas, o Maranhão ainda precisa avançar bastante. “Ainda temos mais 251 mil famílias potenciais e ainda 206 mil com cadastros desatualizados. Este ano vamos avançar ainda mais nesses cadastros para que estas famílias recebam seus benefícios.  Com a ausência dessas famílias, além de deixarem de pagar menos na conta de energia, mais de 11 milhões de reais deixam de circular na economia do estado”, enfatizou Dantas.

*Codó está entre os 10 municípios que mais cadastraram famílias em 2020, com mais de 3 mil famílias cadastradas somente no ano passado. Mas o município possui ainda 3.989 famílias que têm os pré-requisitos para receberem o benefício, mas por falta do cadastro ou apenas da atualização cadastral, ainda não estão aproveitando o desconto na conta de energia.*

Como se cadastrar – Os cadastros devem ser iniciados nos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS, onde os potenciais beneficiários devem ser dirigir com documentação pessoal para cadastrar seu NIS. Quem possui o NIS atualizado, já pode se dirigir à segunda etapa do cadastro, buscando um dos canais de atendimento da Equatorial Maranhão para solicitar adesão à Tarifa Social. Para saber se você tem o NIS ou se ele ainda está ativo, ligue para a Central de relacionamento do Secretaria Especial do Desenvolvimento Social: 0800 707 2003.

Os canais de atendimento para cadastro na TSEE, para clientes que já possuem o NIS ativo são: WhatsApp (Assistente Virtual Clara) – (98) 2055-0116; Site: www.equatorialenergia.com.br;  Central 116; Postos de Atendimento presencial da Equatorial Maranhão e APP Equatorial. Vale ressaltar que a TSEE é um benefício concedido pelo Governo Federal, desde 2002, às famílias brasileiras de baixa renda, indígenas e quilombolas ou que recebam o Benefício da Prestação Continuada – BPC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.